1          Introdução

 

 

 

Este documento integra o material constituinte do Manual do Usuário do Catálogo de Imagens da DGI/INPE. Este catálogo busca oferecer ao usuário, facilidades para a obtenção de imagens através de critérios objetivos de seleção e mecanismos simples e eficientes de acesso e “down-load”. Para tanto um sistema semi-automático - em que o usuário interage com a interface dirigindo sua busca – executa, em tempo real, as operações solicitadas. Este sistema esta baseado em uma interface Web, acessível em www.dgi.inpe.br/CDSR , projetada para uma operação simples e de fácil compreensão pelo usuário.

O Catálogo de Imagens da DGI/INPE foi integralmente concebido e desenvolvido pela Divisão de Processamento de Imagens (DPI) conjuntamente com a Divisão de Geração de Imagens (DGI) do INPE.

Integram, presentemente, este Catálogo, imagens Landsat-1, Landsat-2, Landsat-3, Landsat-5, Landsat-7, CBERS-2  e CBERS-2B. A distribuição dessas imagens (via FTP) é gratuita (franqueada a toda  comunidade Web).

 

 

 

2          Os satélites CBERS-1, CBERS-2 e CBERS-2B.

 

 

 

Os governos do Brasil e da China assinaram em 06 de Julho de 1988 um acordo de parceria envolvendo o INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) e a CAST (Academia Chinesa de Tecnologia Espacial) para o desenvolvimento de dois satélites avançados de sensoriamento remoto, denominado Programa CBERS (China-Brazil Earth Resources Satellite), Satélite Sino-Brasileiro de Recursos Terrestres.

O primeiro satélite desenvolvido, CBERS-1, foi lançado com grande sucesso pelo foguete chinês Longa Marcha 4B, do Centro de Lançamento de Taiyuan em 14 de outubro de 1999. O segundo satélite da série, CBERS-2, foi lançado também com sucesso, no dia 21 de outubro de 2003, partindo do Centro de Lançamento de Taiyuan, na China.

Os satélites CBERS-1 e 2 são compostos por dois módulos. O módulo "carga útil" acomoda os sistemas ópticos (CCD – Câmera Imageadora de Alta Resolução, IRMSS – Imageador por Varredura de Média Resolução e WFI – Câmera Imageadora de Amplo Campo de Visada) usadas para observação da Terra e o Repetidor para o Sistema Brasileiro de Coleta de Dados Ambientais, e o módulo "serviço" que contém os equipamentos que asseguram o suprimento de energia, os controles, as telecomunicações e demais funções necessárias à operação do satélite.

Os dois satélites são tecnicamente idênticos, com órbita hélio-sincrona a uma altitude de 778 km, perfazendo cerca de 14 revoluções por dia. Dentre as 14 revoluções diariamente registradas, 4 delas se dão dentro do campo de alcance da estação receptora de Cuiabá, sendo 2 diurnas e 2 noturnas. Em condições normais de funcionamento de todos os equipamentos de bordo do satélite, pelo menos 1 órbita diária fornecerá imagens sobre o território brasileiro. Com as câmeras CCD e IRMSS, que possuem campos de visada de 113 e 120 Km respectivamente, uma cobertura completa do globo terrestre se dá a cada 26 dias. Já para a câmera WFI, capaz de imagear uma faixa de 890 km de largura, o tempo necessário para uma cobertura global é de 5 dias.

 

A Câmera CCD opera em 5 faixas espectrais com resolução (pixel) de 20 m.

 

      

 

 

 A câmera de varredura IRMSS opera em 4 faixas espectrais estendendo o espectro de observação até o infravermelho termal com uma resolução (pixel) de 80 m (160 m no canal termal).

     

 

A camera WFI opera em 2 faixas espectrais com resolução (pixel) de 260 m.

    

 

Os satélites CBERS-1 e CBERS-2 fazem parte do Sistema Brasileiro de Coleta de Dados Ambientais que, baseado na utilização de satélites e plataformas de coleta de dados (PCDs) distribuídas pelo território nacional, objetiva fornecer ao país dados ambientais diários coletados em suas muitas regiões.

Os dados coletados pelos satélites do Sistema são utilizados em diversas aplicações, tais como a previsão de tempo do CPTEC/INPE (Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do INPE), estudos sobre correntes oceânicas, marés, química da atmosfera, planejamento agrícola, entre outras, através de mais de 600 plataformas instaladas no território nacional. Uma aplicação de grande relevância é o monitoramento das bacias hidrográficas pelas redes de plataformas da ANA e do SIVAM, que fornecem diariamente os dados fluviométricos e pluviométricos do Brasil.

O lançamento do satélite CBERS-2B ocorreu no dia 19 de setembro de 2007, a partir da base de lançamento de Taiyuan, na China, com o mesmo foguete chinês - Longa Marcha 4 -, que fez o lançamento dos CBERS-1 e 2.

O CBERS-2B foi construído para dar continuidade ao programa de imageamento do País, às aplicações espaciais, e não interromper os projetos de milhares de instituições e usuários do Programa CBERS, ainda pertence à primeira geração do CBERS e, portanto, é praticamente idêntico aos CBERS-1 e 2.

Não obstante, algumas melhorias foram introduzidas. A principal delas é quanto à carga útil, com a substituição do imageador IRMSS por uma Câmera Pancromática de Alta Resolução (HRC). Outras melhorias são um novo sistema de gravação a bordo, e um sistema avançado de posicionamento, que inclui GPS (Global Positioning System) e sensor de estrelas.

As 3 câmeras a bordo do satélite CBERS2-B são:

CCD - (Couple Charged Device), acima descrita (também presente no CBERS2).

WFI - (Wide Field Imager), acima descrita (também presente no CBERS2).

HRC - (HRC - High Resolution Camera) Câmera Pancromática de Alta Resolução.
A câmera HRC opera numa única faixa espectral, que cobre o visível e parte do infravermelho próximo. Está presente apenas no CBERS-2B. Produz imagens de uma faixa de 27 km de largura com uma resolução de 2,7 m, que permitirá a observação com grande detalhamento dos objetos da superfície. Como sua faixa de cobertura é de 27 km, serão necessários cinco ciclos de 26 dias para que os 113 km padrão da CCD sejam cobertos pela HRC. Assim, a cada 130 dias será possível ter uma cobertura completa do país, para ser correlacionada com aquela obtida pela câmera CCD, que neste período terá coberto o país por cinco vezes.

A tabela seguinte mostra mais detalhes sobre este instrumento:

   

 

O usuário encontrará mais informações em maior detalhe no site www.cbers.inpe.br .

 

      3. A  OPERAÇÃO DO SISTEMA

 

      3.1 O cadastramento

 

O usuário deve, primeiramente, cadastrar-se como tal no sistema (Catálogo de Imagens). Para tanto, basta clicar em , na barra de funções mostrada abaixo (na tela principal da interface), preenchendo todos os campos da tabela apresentada (mostrada em seguida).

 

 

 

 

              

     3.2 A entrada no sistema

 

Em seguida o usuário deve proceder à entrada (Login) no sistema clicando no campo  da barra de funções, fornecendo sua identificação de usuário e sua senha.

 

                                        

 

Após cadastrar-se e entrar no sistema recomendamos ao usuário a leitura do material oferecido na função  clicando sobre este ícone na barra de funções. Aqui o usuário encontrará uma descrição sucinta dos itens de parametrização e critérios de busca para identificar imagens (cenas).  Estes elementos de configuração encontram-se no quadro mostrado abaixo (à esquerda da página principal do Catálogo de Imagens).

 

                                    

 

 

Alguns campos deste quadro (tabela) encontram-se previamente definidos por seus valores “default” (parametrização inicial). O usuário deve então proceder à atribuição dos valores de seu interesse a esses campos, consoante o objetivo de sua busca. Para o campo “Quick Look”, recomendamos, particularmente, a manutenção de seu valor “default” (Pequeno), o que permite uma inspeção visual coletiva de várias cenas (máximo de 20 por página – são parte do conjunto de  imagens que foram selecionadas segundo os critérios de uma busca).

 

 

    3.3 Os critérios de busca e seus procedimentos

 

 

Lembramos que são cinco os critérios de busca (consulta) oferecidos pelo Catálogo de Imagens :  Mosaico da Passagem, busca por Município/Estado, por Órbita/Ponto, por Região e por navegação na Interface Gráfica. Cada um destes critérios opera, independentemente, consoante a parametrização estabelecida (previamente) quando da atribuição de valores aos campos dos Parâmetros Básicos.

 

 

O acionamento (execução) de qualquer dos critérios de busca proverá um conjunto de cenas (imagens) que, eventualmente (consoante a parametrização estabelecida), pode ser vazio (nenhuma imagem que satisfizesse a parametrização foi encontrada no Banco de Dados do sistema).

 

A modalidade Mosaico da Passagem permite, consoante a escolha de uma data, a visualização da(s) passagem(s) relativa(s) à data escolhida; no caso da escolha de uma órbita, uma relação de datas de passagem por aquela órbita será mostrada; clicando em uma dessas datas, o mosaico referente à passagem (órbita em questão) nesta data, pela será então apresentado.

 

Nas modalidades de busca por Município/Estado/País e por navegação na Interface Gráfica, o sistema apresentará uma moldura contendo um mosaico de imagens (cenas) no entorno da região de interesse que o usuário especificou, conforme abaixo mostrado. Na modalidade (função) Município/Estado/País, é necessário, antes, para a apresentação da moldura, clicar no link (contendo o nome da cidade procurada) que o sistema apresenta após a execução dessa função. Uma pequena circunferência azul destacará (no interior da moldura) o ponto geográfico central do município clicado. Abaixo apresentamos uma instância do mosaico (opção Interface Gráfica)

 

 

 

Este mosaico é produto da justaposição das cenas (quadriláteros definidos pelas linhas pontilhadas amarelas) identificadas pelo binômio Órbita/Ponto, associados às cenas registradas na passagem do satélite pela região especificada pelo usuário.

 

A moldura envolvendo as cenas contém ícones que realizam as funções de navegação (as setas em formato de triângulos) nas direções apontadas pelas setas e de ampliação/redução de escala (sinais + e - ). A navegação se dá clicando em uma das setas (segundo a direção desejada) ou, simplesmente, clicando em qualquer ponto no interior do mosaico. Ampliação e redução ocorrem clicando-se nos sinais + e – respectivamente.

 

Em algumas das cenas do mosaico, o usuário encontrará ícones ( para as cenas Landsat-1,    para Landsat-2,  para Landsat-3,  para Landsat-5,  para Landsat-7,  para CBERS-1 e  para CBERS-2) indicando:  a) o ponto central (aproximado) da cena e b) que a cena, satisfaz, efetivamente, os critérios de busca especificados pelos Parâmetros Básicos que o usuário forneceu previamente (levando em conta o satélite escolhido). As regiões subtendidas por cenas (imagens) em que não há ícones associados, não possuem imagens que atendam aos critérios especificados pelos Parâmetros Básicos relativos à busca realizada.

 

Apontando-se o cursor (da tela do terminal) para o ícone  em uma dada cena do mosaico, será apresentada ao usuário uma tarja contendo informações relativas a uma das (potencialmente várias) cenas (imagens) disponíveis no Catalogo, satisfazendo os critérios da busca realizada, expressos pelos valores fornecidos previamente para os Parâmetros Básicos.

 

Clicando sobre o ícone em uma dada cena, o usuário obterá (numa nova tela) o conjunto das imagens selecionadas (pelo Catálogo) atendendo o critério de busca especificado (Parâmetros Básicos). Conforme tenha “setado” a opção “Quick Look” (Pequeno ou Grande), este resultado será apresentado como uma seqüência de imagens emolduradas (opção Pequeno) ou como uma imagem em tamanho maior (opção Grande) que a opção anterior, neste caso acompanhada de informações atinentes à cena. A seqüência de imagens (no caso da opção “Quick Look” Pequeno) oferece, para cada imagem, a possibilidade de sua ampliação acompanhada das mesmas informações apresentadas na opção “Quick Look” Grande. Para tanto, basta que o usuário  clique no ícone    Ver Detalhes”.

 

 

Nas modalidades de busca por Órbita/Ponto e por Região, o sistema apresentará a seqüência das imagens (cenas justapostas) que atenderam o critério de busca previamente especificado (Parâmetros Básicos).  Conforme tenha “setado” a opção “Quick Look” (Pequeno ou Grande), este resultado será apresentado como uma seqüência de imagens emolduradas (opção Pequeno) ou como uma imagem em tamanho maior (opção Grande) que a opção anterior, neste caso acompanhada de informações atinentes à cena e dos ícones  e   para o percorrimento (voltando e avançando as cenas) na sequência de cenas que foi selecionada.  A seqüência de imagens (no caso da opção “Quick Look” Pequeno) oferece, para cada imagem, a possibilidade de sua ampliação acompanhada das mesmas informações apresentadas na opção “Quick Look” Grande. Para tanto, basta que o usuário  clique no ícone    Ver Detalhes”.  Veja exemplo com a opção “Quick Look” Grande.

 

 

  

 

 

 

O conjunto das imagens selecionadas pelo critério de busca estará disponível (para a opção “Quick Look” Pequeno)  em várias “Páginas  que poderão ser consultadas, bastando para tanto clicar-se nos sucessivos números do ícone   . Veja o exemplo abaixo.

 

 

 

 

 

Clicando sobre o ícone  em uma dada cena, o usuário obterá (numa nova tela) a imagem selecionada emoldurada em tamanho maior (equivalente à opção “Quick Look” Grande) acompanhada de informações atinentes à cena. Veja o exemplo

 

 

 

A opção "Localização" (que comparece na opção “Quick Look” Grande) apresenta uma nova tela onde esta indicada a localização da cena (assinalada por uma estrela em vermelho) em um panorama geográfico mais amplo (continental) como mostrado abaixo (possibilitando navegação e vários níveis de zoom).

 

 

 

A opção "Parâmetros da Imagem"  (que comparece na opção “Quick Look” Grande) apresenta uma nova tela possibilitando a inspeção e seleção (quando facultado) de parâmetros da imagem (cena), como mostrado abaixo.

 

 

                               

 

 

 

Nota importante :  o Catálogo de Imagens exibirá um máximo de 1000 quicklooks dispostos em 50 páginas para inspeção por parte do usuário. Consultas cujo âmbito implique um número maior de quicklooks deverão ser particionadas consoante os critérios de busca que contemplem o interesse do usuário.

 

 

          3.4 A seleção das imagens e seu aviamento

 

      Após avaliar as cenas apresentadas (consoante o critério de busca escolhido), o usuário poderá selecionar aquelas de seu interesse, armazenando-as, temporariamente, no dispositivo “Carrinho” que o sistema oferece, bastando para tanto, clicar no ícone  em cada uma das imagens selecionadas. Estas cenas (imagens) estarão disponíveis (no dispositivo “Carrinho”) para posterior transferência para uma área de armazenagem do usuário.

      Se desejar, o usuário poderá proceder a outras buscas (por imagens) de seu interesse, armazenando-as (opcionalmente) no dispositivo “Carrinho”.

 

Após selecionar todas as imagens de seu interesse, o usuário pode consultar o “status” do dispositivo “Carrinho” inteirando-se da quantidade de imagens que selecionou durante suas buscas. Para tanto, basta clicar no ícone  na barra de funções mostrada abaixo.

 

 

A função “Carrinho” (na barra de funções do sistema) apresenta uma “Miniatura” das imagens (cenas) selecionadas, alguns de seus parâmetros, e oferece as opções de descarte (“Ação Suprimir”, retirada do “Carrinho”) e inspeção/alteração de parâmetros (“Ação Detalhes”) de cada uma das imagens ali presentes, se o usuário assim o desejar (veja o quadro abaixo).

 

 

 

Após uma inspeção no “Carrinho”, certificando-se das imagens de seu real interesse, o usuário poderá proceder ao seu pedido, bastando para tanto, clicar no ícone    apresentado (veja o quadro acima) na função “Carrinho”. É importante observar que o botão (ícone) “Pedido”,  somente estará disponível (após o clique em  Carrinho”) se o usuário já tiver previamente procedido ao “Login” (função “Entrar”) no Catálogo. Uma vez acionado o “Pedido”, o sistema informará ao usuário (através de um display na tela do terminal) que o seu pedido de número xxxx (um dado número de controle do sistema) foi devidamente registrado. Após um curto intervalo de tempo, o usuário receberá em sua caixa de correspondência eletrônica (E-mail) uma comunicação enviada por “Cbers Production” com informações para proceder o “down load” (para uma área de armazenamento em seu computador) das imagens solicitadas.

 

IMPORTANTE:   Presentemente o Catálogo de Imagens fornece, para a opção CBERS(1 e 2) CCD (pixel de 20 metros), as bandas 2, 3 e 4 correspondentes às cenas selecionadas.

 

 

     

3.5            O Histórico de Pedidos.

 

          O Catálogo de Imagens oferece a possibilidade de consulta ao “Histórico de Pedidos” do usuário, bastando, para tanto, clicar no ícone .  Esta função permite a verificação dos pedidos efetuados pelo usuário (consoante os critérios de busca mostrados na janela da interface), possibilitando a remoção de pedidos cujo “Status” (parâmetro Estado, mostrado após clicar-se no botão  ) assim o permita – pedidos ainda não atendidos em geral.

 

  

                                           

 

 

É importante observar que os botões (ícones) “Busca” , “Limpar” e “Fechar”,  somente estarão disponíveis (após o clique em  Histórico de Pedidos”) se o usuário já tiver previamente procedido ao “Login” (função “Entrar”) no Catálogo.

 

 

                                           DPI/INPE,  Fevereiro de 2008.